Pense em startup como experimento, e não como negócio

A dica rápida de hoje veio do Paulo Silveira, da Caelum. Ele me mandou um post interessante de um rapaz chamado Vinicius Vacanti que tem uma startup e descreve nesse post as inúmeras desculpas que fizeram ele demorar para lançar logo o produto:

  • Não está bom o bastante.
  • Não queremos dar uma má impressão para os usuários.
  • Precisa de mais algumas funcionalidades.
  • Precisamos de alguns mess para construir o back-end do produto.
  • Precisa escalar para acomodar centenas de mil hares de usuários.
  • Alguém via ver e via copiar.
  • Um investidor potencial vai ver.
  • TechCrunch via escrever sobre a gente e o site não está pronto.

No final do post ele termina com uma frase que define muito bem o que é uma startup:

Pense em startup como experimento, e não como negócio.

Startup é um experimento. Vc deve experimentar para encontrar a solução para o problema de seus clientes e para garantir que esses clientes vão lhe gerar o retorno financeiro suficiente para que vc continue oferecendo essa solução. Quando vc achar que não deve mais experimentar, ou deve diminuir o ritmo de suas experiências, provavelmente vc já encontrou um retorno mensal dentro do que vc esperava e nesse momento vc estará fazendo a transição de startup para um negócio.

Próximo post

Amanhã vamos falar sobre como atrair visitantes para o seu site.

Comentários

Já tinha pensado em startup dessa forma? Ajuda a ver que temos que, já que é uma experiência, devemos experimentar logo, não é?

Be the first to like.

4 thoughts on “Pense em startup como experimento, e não como negócio

  1. Eu tinha um pensamento bem próximo a esse, mas sempre voltava as questões que foram citadas no inicio do texto. Ficamos com tanta expectativa na nossa idéia que ficamos com medo de coloca-la em prática e ser um completo fracasso.
    Muito bom o texto, ajuda a mudar um pouco a nossa visão e arriscar um pouco mais.

  2. Excelente texto, a mensagem que fica pra gente é ” Arrisque e va para as cabeças”

    Aproveite a onda e sua motivação, colha o maximo de feedbacks possíveis e melhore teu produto.

    Otima leitura

  3. Essa foi a melhor frase do post!

    “Pense em startup como experimento, e não como negócio.”

    E sem dúvidas, todo experimento é baseado em práticas do que apenas pensamentos.

    E quanto mais você práticar, testar, validar mais resultados vai obter do que apenas criar hipóteses mentais que nunca saem da cabeça e vão pra realidade.

  4. Oi Caio,

    Exato, não dá para ficar só na teoria. Experimento é prática. Só dá para aprender colocando seu produto na frente de seus clientes, deixando-os usar seu produto, e vendo e ouvindo o feedback do uso.

    Abs,
    Joca.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *