Sobre estratégia e inovação

Acabo de ler um ótimo artigo sobre estratégia e inovação.

Em resumo, fala sobre a empresa de consultoria Monitor Group, fundada por Michael Porter que, em novembro de 2012 não conseguiu pagar suas contas e teve que pedir falência. O artigo explora os motivos que levaram o Monitor Group a falência e conclui que:

  • A teoria de estratégia de Porter se foca na competição e em como derrotá-la por meio de uma vantagem competitiva sustentável.
  • A justificativa, de forma simplista, é que o mercado é finito e, para vencer é preciso encontrar formas de ter a maior fatia desse mercado.
  • Para Porter, business era visto como uma guerra ou um esporte, onde só há um vencedor.
  • Por isso empresas deveriam perseguir lucros os mais altos possíveis e protegê-los com barreiras estruturais.
  • Globalização e internet mudaram o acesso a informação dos clientes.
  • Isso mudou o “controle” do mercado das mãos do seller para as mãos do buyer.
  • A saída para isso é a constante inovação com foco no cliente, ou seja, procurar novas formas de resolver problemas ou atender necessidades dos clientes que sejam valorizadas por esses clientes. Exemplos dados no artigo são Apple, Amazon, Salesforce, Costco, Whole Foods e Zara.

O artigo é longo, mas quem tiver tempo, vale a leitura! 🙂

1 thought on “Sobre estratégia e inovação

  1. Eu fiz a leitura da teoria das 5 Forças proposta por Porter a alguns anos e sinceramente achei fabuloso como estratégia de contenção do mercado e da concorrência, exemplificando para o jogo War (kkkk) a estratégia de Porter se assemelha ha apenas fortalecer algumas frentes que impossibilitam a tomada do território pelo seu adversário nada mais, a curto prazo pode ser bem aplicada mas a longo prazo eu não vejo aplicação em um cenário mais favorável a empresa, além de não gerar valor nenhum a marca e a empresa em si.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *